Whatsapp

Viva Melhor


   




ANDES-SN divulga nota de solidariedade à professora Maria Clara Dias



NOTA DA DIRETORIA DO ANDES-SN TODA SOLIDARIEDADE À PROFESSORA MARIA CLARA DIAS!

A professora Maria Clara Dias da UFRJ vem sendo duramente atacada e vitimada pelo discurso de ódio por desenvolver importante pesquisa sobre lesbocídio no Brasil. A docente publicou, em março de 2018, um Dossiê sobre Lesbocídio no Brasil, entre os anos de 2014-2017.

Apesar da pouca divulgação nos meios de comunicação de mortes de lésbicas no Brasil, a pesquisa identificou que 54 mulheres lésbicas foram mortas em 2017, uma taxa 237% maior ao número de mulheres lésbicas assassinadas em 2014.

A diretoria do ANDES-SN se solidariza com a professora e se coloca à disposição, política e juridicamente, na luta contra a mordaça na produção acadêmica e na defesa dos direitos e da vida das mulheres lésbicas. Esta é também a luta da classe trabalhadora.

Não à criminalização da pesquisa! Não ao discurso do ódio!

#PelaVidadasMulhereslesbicas #UniversidadesemMordaça

Brasília (DF), 2 de agosto de 2018.

Diretoria do ANDES-Sindicato Nacional


Galeria de Fotos
 




energia solar manaus

Manaus/Amazonas

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:


aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL