Whatsapp

Viva Melhor


   




Indígenas do AM cobram da Ufam mais turmas do curso de Licenciatura Formação de Professores



Data: 15/08/2019

Povos indígenas do Amazonas estiveram, na manhã do último dia 14, na sede da reitoria da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para reivindicar a continuidade das turmas em andamento e a abertura de mais turmas do curso de Licenciatura Formação de Professores Indígenas.

O reitor, professor Sylvio Puga, recebeu os indígenas e garantiu atender à demanda do grupo. A atividade fez parte da “IV Marcha: Avançando e Acelerando os Passos da Luta pela Existência e Vida Plena” com programação nos dias 13, 14 e de agosto.

Na tarde de terça-feira, na Praça da Saudade, no Centro de Manaus, os indígenas participaram da manifestação em defesa da educação, organizada por estudantes, professores e demais trabalhadores da área de educação.

“Dez municípios estão aguardando há dois anos para terem a vez de entrar no curso de licenciatura Formação de Professores Indígenas, temos um pleito, conversamos previamente, antes da Marcha, com o reitor que nos recebeu. Estão aqui pais, candidatos a essas novas turmas, alunos que já estão estudando ou se formando nos cursos de licenciatura”, disse o professor Gersem Baniwa.

O reitor recebeu o grupo em frente à sede da reitoria e afirmou que irá atender às reivindicações. “Essa pauta, antes de ser uma reivindicação para a Ufam, na verdade é a reafirmação de um compromisso que a Ufam tem historicamente com os povos indígenas, portanto, não há dúvida e, se houver alguma dúvida a partir desse momento está dissipada, que essas duas novas turmas serão oferecidas pela Ufam”, disse.

A 4ª edição da Marcha é organizada pela Frente Amazônica de Mobilização em Defesa dos Direitos Indígenas (FAMDDI) e Fórum de Educação Escolar e Saúde Indígena do Amazonas (FOREEIA).

Fonte: ADUA-SSind.


Galeria de Fotos
 




energia solar manaus

Manaus/Amazonas

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:


aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL