Links Úteis
 
 
 
 
 
 
TST mantém demissão em massa de professores em Porto Alegre
Data: 10/01/2018

A Reforma Trabalhista, alardeada por muitos parlamentares como uma proposta que geraria milhares de oportunidades no país, vem mostrando seu caráter mais nefasto, com uma sequência de demissões em massa. O caso mais recente é do Centro Universitário UniRitter/Laureate, que atua no Rio Grande do Sul, o qual poderá manter a demissão em massa de cerca de 150 docentes, efetuada em 13 de dezembro.

Em decisão do Tribunal Superior do Trabalho, proferida pelo presidente do órgão, o ministro Ives Gandra Martins reformou as decisões de primeira e segunda instâncias, ambas de acordo com o pleito do Sindicato dos Professores (Sinpro-RS). Para o ministro, deve valer o estabelecido na Lei 13.467/2017, que instituiu a reforma trabalhista e precarizou as condições de trabalho. A lei dispensa autorização prévia dos sindicatos para efetivação de demissões.

“Impedir instituição de ensino de realizar demissões nas janelas de julho e dezembro, louvando-se exclusivamente no fato do número de demissões realizadas, ao arrepio da lei e do princípio da legalidade, recomenda a intervenção da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho”, decidiu Gandra, ao aceitar recurso protocolado pela universidade privada.

Em nota, o Sindicato dos Professores do estado informou que vai tomar as medidas cabíveis para reverter a situação dos professores demitidos e solucionar a questão.

Fonte:
Valor Econômico e Brasil 247, com edição da ADUA
Compartilhe com seus amigos:
Twittar Compartilhar
 
Comentários
 
Deixe seu comentário aqui:
 
Nome: 
Email (não será divulgado): 
Comentário (sujeito a moderação): 

Av. General Rodrigo Otávio, 3000, Campus Universitário, Coroado.
CEP 69080-005 Manaus, AM. Fone/Fax (92) 3088-7009 / 3305-4103.
E-mail: aduasindicato@gmail.com [Ver Mapa de Localização]