Links Úteis
 
 
 
 
 
 
Desmonte: verba a ser repassada para HUs é insuficiente
Data: 11/01/2018

No início desta semana, o governo Temer alardeou, por meio do Ministério da Educação, o repasse de R$ 31 milhões para os Hospitais Universitários, através do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf). O valor será dividido entre as 48 unidades das 50 que compõem a rede de hospitais universitários federais, vinculados a 35 universidades federais.

Mas, para profissionais que conhecem a realidades dos HUs a verba é insuficiente para reverter a situação de precariedade em que se encontram essas unidades hospitais, em virtude do gradual processo de desmonte a que foram submetidos os hospitais universitários nos últimos anos.

De acordo com a 1ª vice-presidente da Regional Planalto do ANDES-SN, Jacqueline Rodrigues Lima, esse valor não é suficiente para atender demandas e necessidades dos hospitais federais. “Foi uma luta de muitos anos dos hospitais, tanto de gestores quanto de trabalhadores, para obter recursos suplementares”, disse. O anunciado agora, na avaliação dela, é um valor “ínfimo”, pois “os hospitais precisariam de mais aporte e, principalmente, de autonomia”.

Conforme Jacqueline, que é docente da Universidade Federal de Goiás e trabalhou por mais de dez anos no hospital da universidade, com a criação da Ebserh, em 2011, para gerir os hospitais, a mudança intensificou o sucateamento das unidades, acarretando o fechamento de serviços ambulatoriais e compra de materiais de qualidade duvidosa. A situação, avalia, prejudica o caráter educativo desses espaços e também a população que recorre a eles em busca de atendimento.

“No ano de 2017, a pequena verba que havia com o Rehuf foi cortada e somente em momentos de absoluta crise é que ‘pinga’ alguma coisa para não fechar de vez os hospitais, como está acontecendo agora. O valor do recurso que o MEC está liberando nesse momento para os hospitais é irrisório em relação ao tamanho da crise”, afirmou o coordenador-geral da Federação de Sindicatos de Trabalhadores em Educação das Universidades Brasileiras (Fasubra), Gibran Jordão, concorda com as críticas feitas pela professora Jacqueline Rodrigues.

Outro lado

Em entrevista à Agência Brasil, o ministro da Educação, Mendonça Filho, disse que o repasse representa o compromisso do governo com os HU, os quais vêm recebendo atenção especial do MEC. A Ebserh também informou que os repasses do Reuf aos HUs aumentaram nos últimos anos.

* Com informações da Agência Brasil e edição da ADUA

Fonte: ANDES-SN
Compartilhe com seus amigos:
Twittar Compartilhar
 
Comentários
 
Deixe seu comentário aqui:
 
Nome: 
Email (não será divulgado): 
Comentário (sujeito a moderação): 

Av. General Rodrigo Otávio, 3000, Campus Universitário, Coroado.
CEP 69080-005 Manaus, AM. Fone/Fax (92) 3088-7009 / 3305-4103.
E-mail: aduasindicato@gmail.com [Ver Mapa de Localização]