Av. Octávio Hamilton Botelho Mourão, 6.200, Campus Universitário UFAM, Setor Sul, bairro Coroado 1. CEP 69080-900

Whatsapp +55 92  98138-2677


Viva Melhor


   


  15/10/2021


15 de outubro: seguir na luta em defesa da categoria docente e da educação



 

Em nota pública, nesta sexta-feira (15 de outubro), Dia do Professor e da Professora, a ADUA reafirma o compromisso com a defesa da dignidade e da vida de cada professora e de cada professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

 

Leia o documento na íntegra:

 

NOTA PÚBLICA

 

15 DE OUTUBRO DE 2021: SEGUIR NA LUTA EM DEFESA DA CATEGORIA DOCENTE E DA EDUCAÇÃO COMO DIREITO FUNDAMENTAL DO POVO BRASILEIRO

 

O que nos parece indiscutível é que, se pretendemos a libertação dos homens, não podemos começar por aliená-los ou mantê-los alienados. A libertação autêntica, que é a humanização em processo, não é uma coisa que se deposita nos homens. Não é uma palavra a mais, oca, mitificante. É práxis, que implica a ação e a reflexão dos homens sobre o mundo para transformá-lo (Paulo Freire)

 

Nossa ADUA, Seção Sindical do ANDES – Sindicato Nacional, que nasceu como associação dos docentes da Universidade do Amazonas em 1979, e em 1990 se consolidou como sindicato para defender a categoria docente, vem reafirmar, por meio de sua Diretoria, neste dia 15 de outubro de 2021, a defesa da dignidade e da vida de cada professora e de cada professor da Universidade Federal do Amazonas.

 

15 de outubro para nossa categoria docente, mais do que um dia celebrativo, é DIA DE LUTA. Como o nosso educador maior, Paulo Freire (1921-1997), Patrono da Educação Brasileira, cujo centenário de nascimento comemoramos neste 2021, também afirmamos a educação como prática dialógica e coletiva da liberdade. Os opressores não passarão. Vivem num presente sem futuro. Nós seguiremos firmes, professoras e professores, porque lutamos no presente e jamais cederemos o futuro aos que nos querem roubar vida e dignidade.

 

Somos servidores públicos e servidoras públicas do Estado brasileiro e não serviçais de governos. Não lutamos por privilégios. Exigimos apenas que respeitem e reconheçam o valor do nosso trabalho docente e nos sejam garantidas condições dignas para fazê-lo como nos assegura a Constituição de 1988, que em seu Artigo 1º materialmente define a República Federativa do Brasil como Estado Democrático de Direito. Não pode ser democrático um Estado que sonega ao seu povo direitos fundamentais.

 

Repudiamos, neste dia 15 de outubro de 2021, as agressões, ameaças e perseguições, de natureza física e ideológica, perpetradas pelos agentes do Estado brasileiro contra professoras e professores. Não há serviço público sem servidores e servidoras dignamente remunerados e remuneradas. Quem agride os direitos dos servidores e servidoras agride o povo brasileiro. Abaixo todas as formas de mordaça. Em defesa da liberdade pessoal e coletiva de ensinar e aprender! Em defesa da Universidade Pública, Gratuita, Laica, de Qualidade e Socialmente Referenciada!

 

Somente a luta muda a vida. Somente a luta fortalece a luta. Somente a grande luta muda a história. Em defesa da vida e da dignidade das professoras e professores e da população brasileira socialmente vulnerabilizada. Em defesa dos direitos e das garantias fundamentais que a Constituição nos assegura.

 

Diretoria da ADUA – Seção Sindical

Biênio 2020-2022

Manaus (AM), 15 de outubro de 2021

 



Galeria de Fotos
 

 

COMENTÁRIO:


NOME:


E-MAIL:

 






energia solar manaus

Manaus/Amazonas
Av. Octávio Hamilton Botelho Mourão, 6.200, Campus Universitário UFAM, Setor Sul, bairro Coroado 1. CEP 69080-900

energia verde

CENTRAL DE ATENDIMENTO:

+55 92  98138-2677
aduasindicato@gmail.com

ADUA DIGITAL